Motivação e trabalho em equipe

Motivação e trabalho em equipe: entenda o poder dessa relação

O mal do século para os empresários é a desmotivação dos seus funcionários. Um funcionário desmotivado tem uma baixa produtividade no ambiente de trabalho e acaba ocasionando problemas futuros. Nesse contexto surge a relação entre motivação e trabalho em equipe, que abordaremos neste artigo.

Imagine uma laranja passada sendo usada em um jarro de suco de laranja. Essa única laranja estragará todo o jarro de suco e muitas laranjas boas acabarão inutilizadas.

Da mesma forma acontece nas organizações. Um único funcionário desmotivado pode acabar contaminando toda uma equipe de sucesso, e é aí que entra a relação motivação e trabalho de equipe.

Um relação de harmonia e colaboração mútua no ambiente de trabalho gera naturalmente o trabalho em equipe, que por sua vez, ajuda no processo de motivação dos funcionários.

Viu como é um ciclo? Um ciclo que envolve trabalhos bem feitos, motivação e trabalho em equipe — o tipo de relação que você com certeza quer na sua organização.

O poder da motivação

Todo mundo precisa de motivação para viver. Motivação é o que nos mantém vivos, é o que nos faz levantar da cama todos os dias.

Frederick Herzberg, psicológo e estudioso norte-americano, analisou as atitudes e motivações de funcionários dentro de uma empresa.

Segundo ele, há duas classes distintas de fatores que condicionam o comportamento e o grau de satisfação dos funcionários em uma empresa: os fatores higiênicos e motivacionais.

Os fatores higiênicos são de responsabilidade exclusiva dos administradores: são as condições físicas de trabalho, salários, políticas da empresa, estabilidade, benefícios, regulamentos etc

Já os fatores motivacionais dizem respeito ao trabalhador, como seus direitos e deveres dentro da organização, reconhecimento por parte de seus supervisores, auto-realização, responsabilidade, entre outros.

Apesar desse dos fatores motivacionais serem sobre o trabalhador, é função dos gestores garantir, além dos fatores higiênico, essa motivação.

Os motivos que motivam podem variar: o salário no final do mês, ver o sucesso dos filhos, trabalhar naquilo que acredita, entre outros. No entanto, o que vemos como desafio no âmbito empresarial é  manter funcionários motivados, sem aumentos de salários exorbitantes.  

É fácil de notar que, um funcionário motivado é diferenciado. Ele é proativo, questionador, empoderado, aceita novos desafios e não é de desistir fácil.

Quem dera toda a sua equipe fosse assim, hein?

A maioria dos trabalhadores que se sentem desmotivados o são por conta de baixos salários, falta de reconhecimento, falta de conhecimento sobre a empresa e seus processos, acúmulo de tarefas e desapontamento.

Uma pesquisa realizada pela empresa SEC Talentos Humanos aponta os principais fatores que levam a uma desmotivação, entre eles estão:

  • Sobrecarga de trabalho;
  • Dificuldade em administração do tempo;
  • Acúmulo de funções;
  • Falta de cooperação da equipe;
  • Falta de preparação técnica para as atividades.

Com esses dados nota-se que a causa da desmotivação são fatores internos, por isso os gestores estão precisando cada vez mais encontrar formas de motivar seus funcionários em relação a processos internos da organização.

Um bom exemplo é o cumprimento de metas. As metas vêm para trazer dinamicidade e melhoras constantes na organização.

No entanto, muitas vezes a pressão para alcançá-las é tão grande que muitos funcionários passam a cumprir a meta pela meta, sem se sentirem parte do resultado e isso é extremamente prejudicial para a organização.

Para resolver ajudar nesse problema surge a gamificação, que consiste em usar as técnicas dos games para motivar funcionários e clientes.

Daqui a pouco falaremos mais sobre essa técnica, mas antes é preciso que você, leitor, entenda porque o trabalho em equipe é tão essencial.

O poder do trabalho em equipe

Quando falamos em trabalho em equipe não estamos falando daqueles trabalhos de colégio, em que apenas metade faz o trabalho mas todo mundo ganha a nota. Não.

Estamos falando do trabalho em equipe legítimo, aquele que todos contribuem para o melhor resultado. Um time alinhado é capaz de gerar resultados incríveis.

O alinhamento entre times ajuda a equipe a reconhecer a dificuldade do outro e os próprios limites, resultando em uma cooperação mútua.

As startups são um bom exemplo de trabalho em equipe bem feito. A maioria delas é criada por amigos que se unem em torno de uma ideia empreendedora.

O buscapé, por exemplo, foi criado por quatro amigos que perceberam a dificuldade em comparar preços na internet,e hoje já é uma das maiores startups do Brasil.

Dê uma olhada nas vantagens de se ter uma equipe engajada e alinhada:

  • É mais produtiva;
  • Conta com os melhores brainstorms;
  • Tem o melhor de cada participante;
  • Garante várias soluções para um mesmo problema;
  • Melhora o ambiente de trabalho.

Para incentivar o trabalho em equipe você também pode usar as técnicas da gamificação que falamos anteriormente. Basta dividir sua equipe por setores e trabalhar missões e premiações para os vencedores. Você vai se surpreender com os resultados.

O poder da relação motivação e trabalho em equipe

Falamos sobre motivação, falamos sobre trabalho em equipe, e agora? Como unir essas duas ferramentas poderosas?

Motivação é ação, e essa ação pode ser executada individualmente ou em conjunto. Creio que já chegamos à conclusão de que em conjunto os resultados são melhores, não é?  

Uma das formas mais eficazes de gerar motivação e incentivar o trabalho em equipe é através de  ferramentas lúdicas.

Você deve ter reparado que durante o texto foi falado sobre o uso das estratégias de gamificação para ajudar na geração de um resultado.

As técnicas da gamificação utilizam o caráter lúdico na sua programação e têm tido resultados satisfatórios nos últimos anos. Segundo a talentlms, quase 80% das pessoas dizem que elas seriam mais produtivas se sua universidade ou empresa fosse mais game-like

Os jogos têm o incrível poder de captar a atenção dos seus usuários e fazê-los realmente irem atrás daquele objetivo, seja ele salvar a princesa, cruzar a linha de chegada ou sobreviver a um ataque zumbi.

Quando o caráter lúdico é trazido para os processos internos da organização se torna mais fácil o entendimento da tarefa e, consequentemente, sua realização.

Da mesmo forma, o esquema de pontuação e ranqueamento gera uma competição saudável entre os usuários que são motivados constantemente pelo próprio sistema.

A partir do momento que você consegue envolver seus colaboradores no game, eles terão algo “divertido” para comentar, gerando além da motivação interação entre a equipe, que é fundamento para um bom trabalho em equipe.

A união entre motivação e trabalho em equipe gera resultados que superam as expectativas dos próprios sócios da organização

Quer utilizar estratégias lúdicas para gerar motivação e trabalho em equipe na sua organização? Conheça o Engage, a plataforma de engajamento gamificada que transforma estratégia em resultado.