Gamificação em empresas: competitividade e clima organizacional

Manter colaboradores engajados tem sido um grande desafio para os gestores de uma maneira geral. Nesse contexto, a gamificação em empresas pode ser um grande diferencial para a sua organização.

Independente do tipo de empresa, trabalhar a motivação dos funcionários é imprescindível para o crescimento da mesma. Por isso, hoje vamos ensinar como a gamificação pode te ajudar nessa tarefa.

É só continuar a leitura!

O que é gamificação?

Gamificação consiste em utilizar as métricas dos jogos para transformar processos – muitas vezes chatos – em dinâmicas divertidas e lúdicas.

Com certeza você já se viu totalmente envolvido para conseguir passar de uma fase, salvar a princesa, vencer uma corrida ou ficar em primeiro lugar em algum ranking.

Se você, assim como nós, já passou por isso, você já foi pego pelo poder da gamificação.

Agora imagine que esse mesmo vício que as pessoas têm em determinados games pudesse ser o vício delas em se capacitar profissionalmente ou quem sabe bater metas? Maravilhoso, não é?

Bem vindo ao poder da gamificação! Que os jogos comecem.

O poder da gamificação em empresas

Você pode até pensar que “ah, isso é só um joguinho bobo”, mas se você pensa isso certamente não entende o universo do conteúdo gamificado.

Mas não se preocupe, nós vamos explicar para você como a gamificação em empresas pode ser benéfica, focando em duas grandes melhorias que a gamificação traz: competitividade e clima organizacional.  

A gamificação estimula a competição saudável

Sabemos que nem toda competição é saudável para os envolvidos. Entretanto, a competitividade criada pela gamificação tem sim natureza saudável.

Isso porque, ao criar um game em que o objetivo seja capacitação profissional e controle de tarefas, o tempo desprendido ali certamente não será em vão.

Para criar esse tipo de competição através do conteúdo gamificado é preciso criar rankings claros e visíveis para toda a empresa.

Assim, o gestor cria desafios que, ao serem completados pelos funcionários, geram pontos para os competidores. ‘

Depois disso, basta determinar um tempo de competição e estipular uma premiação para os primeiros colocados! Isso certamente aumentará a produtividade da sua equipe. Legal, né?

Dessa forma, sua equipe fica engajada com o trabalho, motivada a bater metas e a fazer sempre mais (mesmo que seja só para ganhar o prêmio no final).

Aproveite e estipule desafios de treinamentos. Por exemplo, participar de uma determinada capacitação de vendas pode render alguns pontos. Assim, além de todo o engajamento, você ainda desenvolve seu time.

Isso tudo de maneira lúdica e divertida!

E também melhora o clima organizacional da sua empresa

Agora vamos falar sobre o ambiente de trabalho da sua empresa, ou seja, o clima organizacional.

Manter os colaboradores competindo entre si não tornará o ambiente prejudicial, pelo contrário, como a competição gerada pela gamificação é saudável, é natural que o clima da empresa também melhore.

Mas como isso? Vamos explicar.

Pense em quando você era criança e você e seus amigos gostavam de jogar um mesmo jogo. Era divertido, não era? E é exatamente isso que acontece no ambiente de trabalho quando os funcionários compram a ideia do game.  

Eles comentam sobre os desafios, apostam para ver quem ficará em primeiro lugar naquele mês, se ajudam nas tarefas, etc.

O game se torna uma grande brincadeira, que aproxima os membros e torna o trabalho menos cansativo.

Como trabalhar a gamificação na sua empresa

Agora que você já percebeu que utilizar estratégias de gamificação em empresas pode ser uma boa forma de motivar seus funcionários, vamos ensinar na prática como fazer isso.

Trabalhe com desafios pequenos

Para que a gamificação em empresas funcione é preciso trabalhar com desafios pequenos, pois este (por serem mais fáceis) geram uma maior motivação nas pessoas.

Mas não pense que por serem metas mais alcançáveis elas trarão menores resultados. Não, não. Os pequenos desafios auxiliam na realização dos objetivos-macros da organização. Por isso, escolha-os bem.

Por exemplo, se a empresa tem como objetivo capacitar seus funcionários, o desafio pode ser participar de um determinado treinamento.

Se o objetivo é melhorar a conformidade nos processos, o desafio pode ser cumprir com determinada entrega sem atrasos, e assim por diante.

Ou seja, ao criar um game para a sua empresa pense nos principais gaps que vocês enfrentam e crie os desafios pensando neles.

Crie um ranking acessível e de fácil entendimento

Se seus funcionários não souberem qual a pontuação deles e dos seus “adversários”, certamente não farão grandes esforços para continuar pontuando.

Por isso, o ranking do seu game precisa ficar em um lugar acessível a todos os envolvidos e ser de fácil entendimento, ou seja, a pessoa não pode pensar muito para entender quem está na frente, a informação precisa estar exposta de maneira clara.

Assim, todos os usuários saberão como está o andamento deles no jogo, quantos pontos precisam atingir para ultrapassar um determinado colega e como está o progresso dos seus oponentes.

Algumas empresas já utilizam plataformas específicas para gamificação, que permitem que os colaboradores tenham acesso aos desafios, pontuações e rankings através do próprio celular. Parece ótimo, não é?

Ofereça prêmios e cumpra com as suas promessas

Para que a gamificação em empresas dê certo, o responsável pelo game precisa oferecer prêmios por tarefa cumprida e/ou primeiras colocações no ranking.

É importante que essas promessas de premiação sejam cumpridas. Não vale dar desculpas, ok? As bonificações são essenciais para a efetividade da gamificação em empresas.

Essas premiações podem ser desde um vale-livro, curso ou day off até uma bonificação salarial extra. Entenda o que a sua equipe gostaria de ganhar e use a criatividade.

Foque em capacitações

Como já falamos anteriormente, a gamificação em empresas também pode ser usada para estimular a capacitação dos membros.

Para isso, crie alguns desafios que envolvam treinamentos, cursos e até práticas de conhecimentos já adquiridos, para que o seu time continue o seu processo de desenvolvimento.  

As capacitações ainda ajudam na motivação da equipe, pois mostram ao funcionário que, trabalhando naquela empresa, ele continuará se melhorando profissionalmente sempre.

E este é um baita estímulo para querer continuar trabalhando ali. Afinal, ninguém quer ficar ficar estagnado na carreira né?

Agora que você já entende como a gamificação em empresas pode ajudar na competitividade e no clima organizacional, que tal aprender como usar a métrica dos games para aumentar suas vendas? Saiba mais no nosso artigo sobre o assunto.